Menu

Organizar uma Caminhada

A cidade que tiver interesse em participar da caminhada “Passos que Salvam” basta entrar em contato com o Hospital.

Os responsáveis pela caminhada passarão todas as informações e darão o suporte necessário para realizar a ação em sua cidade.

Captação de Recursos e Desenvolvimento - Coordenação da Caminhada Passos Que Salvam

End: Travessa Batista da Silva Filho. 1512, Barretos - SP. CEP: 14784-377

Tel: 17 3321 6600. Ramais 7169 e 7172

E-mail: passosquesalvam@hcancerbarretos.com.br

Após o contato com o Hospital será preciso marcar uma reunião para definir os membros do comitê organizador. Este grupo será o responsável pela realização da campanha na cidade. Ele deve ser formado por um presidente, um tesoureiro e um secretário, pois além de contatos e distribuição de tarefas, tem que ter o controle dos kits, que são deixados pelo hospital em consignação com este comitê.

É importante ressaltar que todos os municípios devem realizar a caminhada no mesmo dia e horário. A dia da caminhada em 2018, é 25 de novembro. Por ser o domingo mais próximo do dia 23 de novembro, que é o dia nacional de combate ao câncer infantil.

Depois de definido o percurso por onde as pessoas caminharão na cidade, o comitê responsável terá que envolver alguns setores da sociedade como o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Secretaria de Saúde, escolas e professores, universidades, empresas, academias, clubes de serviço como Rotary, Lions, Maçonarias, etc. A sugestão é que consiga reunir todos em um dia e horário e o comitê possa explicar, com uma palestra, o que é a caminhada “Passos que Salvam”.

Toda grande caminhada começa com um simples passo.

- Buda

Essa comissão também será responsável por definir e responder algumas dúvidas freqüentes, em conjunto com o Hospital de Câncer de Barretos. Dúvidas como: “quem irá distribuir os cartazes pela cidade?”, “onde serão vendidos os kits?”, “quem ficará responsável pela distribuição deles?”, entre outros questionamentos que surgirão.

As pessoas devem entender a importância do projeto e quanto isso será benéfico às crianças com câncer. Palestras também devem ser feitas pelas cidades que queiram participar da “Passos que Salvam”. E os meios de comunicação do município têm que ser envolvidos para que divulguem o projeto e a conscientização do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.

A cidade ainda deve conseguir patrocínio com as empresas locais, pois elas podem ajudar com serviços e bens, como água, alimentos e voluntários. Antes da caminhada, devem ser distribuídas bexigas e organizar exercícios de alongamento, com uma academia local, que aceite ajudar no projeto. Depois, deverão distribuir alimentos e água, promover sorteios e até mimos para os participantes.

Para que a caminhada seja um sucesso é necessário o apoio e envolvimento de toda a comunidade.