Você esta aqui: Institucional  Como Chegar

Transplante de Medula Óssea

 

 

 

A Unidade de Transplante de Medula Óssea (TMO) pediátrica é um espaço preparado para receber as crianças e os adolescentes com indicação de realizar o procedimento nas mais diversas modalidades: transplante de medula óssea autólogo, alogênico aparentado e alogênico não aparentado.

O setor conta com uma equipe especializada para atender os diversos tipos de transplante, além de uma estrutura completa preparada para recebê-los. No Hospital de Câncer Infantojuvenil são quatro leitos de internação e quatro de hospital dia.

O que é medula óssea?
A medula óssea é um tecido líquido presente no interior dos ossos, que é conhecido popularmente como “tutano”. A função é produzir as células do sangue, ou seja, funciona como uma “fábrica do sangue”. Porém em algumas situações a medula não consegue estabelecer uma produção eficaz, não mantendo a quantidade e a qualidade ideal de células do sangue na circulação.

O TMO é uma modalidade de tratamento que objetiva substituir uma medula doente por uma saudável, para que assim, ela volte a produzir células do sangue normalmente. São diversas as doenças que possuem indicação de transplante, como por exemplo: leucemias, linfomas, aplasias de medula dentre outras.

Tipos de transplante
- Transplante de medula óssea autólogo: neste tipo o doador é o próprio paciente. É indicado para apenas algumas doenças específicas. O paciente em uma determinada fase da doença recebe uma estimulação através de medicamentos, permitindo assim, que as células sejam colhidas e posteriormente congeladas e armazenadas até o momento do transplante.

- Transplante de medula óssea alogênico aparentado: neste tipo o doador é algum familiar que foi identificado como compatível. É mais comum que irmãos sejam compatíveis. No entanto, pode ser também algum outro parente, mas é mais difícil.

- Transplante de medula óssea alogênico não aparentado: neste tipo o doador é uma pessoa voluntária, sem nenhum grau de parentesco com o paciente. Este doador pode ser encontrado no banco nacional de doadores presente no Registro de Doadores de Medula Óssea (REDOME), ou até mesmo de algum registro internacional de doadores.

Como se tornar um doador de medula?
Para ser tornar um possível doador de medula óssea, é necessário realizar um cadastro em algum hemocentro ou hemonúcleo, onde é colhida uma amostra de sangue para realizar um exame (HLA) e com o cadastro preenchido, os dados serão repassados para o REDOME. O doador ficará cadastrado aguardando um paciente compatível. Aqui no Hospital de Câncer de Barretos realizamos o cadastro através do Hemonúcleo de Barretos que está localizado no pavilhão Ivete Sangalo. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 7h às 12h, e aos finais de semana das 7h às 11h.