20 anos de prevenção

Muito antes do departamento de prevenção ser criado, o fundador do Hospital de Câncer de Barretos, Dr. Paulo Prata, tinha em mente que a instituição precisava de três fatores para poder ser respeitado no cenário médico nacional e internacional: possuir assistência médica, prevenção e pesquisa. Visando a importância dos exames preventivos para a população, Dr. Paulo juntamente com Dr. Edmundo Mauad, diretor técnico do hospital e coordenador do departamento de prevenção, deram inicio ao projeto com os critérios acadêmicos mais rigorosos.

Contando com poucos recursos e muita criatividade, no ano de 1994, os médicos desenvolveram uma mesa portátil para que fosse possível transportá-la facilmente em uma bicicleta e realizar a coleta do exame colpocitologico (o exame de prevenção de câncer ao colo de útero). A colaboradora Creuza de Moraes Saure, então técnica de enfermagem, ficou encarregada de levar o exame a mulheres que não tinham acesso  e também resolver a baixa adesão a mulheres ao procedimento. O resultado foi surpreendente: foram 1.700 exames realizados, sete casos de carcinoma de colo de útero e Creusa recebeu o prêmio de mulher do ano da UNESCO por seu trabalho com a bicicleta. 

Expansão em movimento

Após a experiência com a bicicleta, em 1998, o hospital adquiriu um veículo adaptado para realizar os exames preventivos junto à comunidade rural da cidade de Barretos. Antes de realizar o serviço, a instituição efetivou palestras nestas comunidades para que o principal problema fosse vencido:   os homens da zona rural não deixavam suas esposas ou companheiras realizar o exame de prevenção, por medo da exposição a que estariam sujeitas. Após este esforço, os números de exames começaram a aumentar, o hospital começou a investir na ideia de consolidar uma prevenção completamente móvel.

Para além dos exames de colo de útero, nos anos 2000, surgiram as primeiras unidades móveis de grande porte. A primeira delas foi chamada de Unidade Móvel I: um ônibus adaptado para realizar não só para o exame de prevenção de câncer colo de útero, mas exames de prevenção do câncer de próstata e a detecção de lesões suspeitas de  câncer de pele e seu tratamento na mesma hora – pois ela era equipada para uma realização de pequenas cirurgias.

Em 2003, a Unidade Móvel II foi responsável por ampliar a área de atuação para 18 cidades do Diretório Regional de Saúde de Barretos (DRS-V), atingindo um público-alvo (mulheres de 40 a 69 anos) representado por mais de 55 mil mulheres. Já a Unidade III começou inicialmente seu trabalho em Rondônia realizando exame preventivo de câncer de pele, exame preventivo de câncer de colo de útero e exame preventivo de câncer de próstata. Depois de alguns anos, esta mesmo unidade também percorreria o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Minas Gerais.

 

Unidades Fixas e Mamógrafos

O ano de 2007 marcou uma nova fase para a prevenção e para o Hospital de Câncer de Barretos: foi inaugurada a primeira unidade fixa da instituição fora do município. Com o esforço de Ivete Sangalo, membros do governo baiano e do diretor da instituição, Henrique Prata, foi inaugurado uma sede fixa de prevenção de câncer na cidade de Juazeiro (BA) e uma unidade móvel pronta para percorrer 18 cidades interioranas da Bahia realizando exames preventivos de mama e papanicolaou e beneficiando mais de 50 mil mulheres.

Dois anos depois, a prevenção realizou uma de suas maiores conquistas: a inauguração do Instituto de Prevenção de Câncer Ivete Sangalo em Barretos. O prédio com 7,2 mil metros quadrados foi projetado para controlar a atuação de todas as unidades móveis e também realizar exames preventivos de câncer de colo uterino, boca e mama. A obra foi fruto de um concurso promovido pela empresa Avon, cujo objetivo era selecionar os quatro melhores projetos para rastreamento de câncer de mama do Brasil.

Logo depois , o hospital iniciou um esforço de levar o serviço da prevenção para outras regiões: foi inaugurado um área de prevenção Hospital de Câncer de Jales, uma unidade fixa de prevenção em Fernandópolis (SP) e outra unidade fixa em Campo Grande (SP).

Qualidade e Pesquisa

Depois de anos de experiência e qualidade na realização de um trabalho pioneiro de prevenção, o Hospital recebeu um certificado de qualificação em rastreamento mamográfico do instituto holandês LRBC (National Expert and Training Centre for Breast Cancer Screening), a mais renomada instituição de prevenção de câncer no mundo. Com essa titulação, a prevenção também criou uma Escola de Mamografia em parceria com a Faculdade de Ciências da Saúde Dr. Paulo Prata para treinar e qualificar os profissionais técnicos de todo o país que trabalham com exames preventivos do câncer de mama.

O conhecimento adquirido nas adaptações das unidades móveis para os exames preventivos também gerou outros frutos para a instituição.  Inaugurada em 2013, a Unidade de Customização de Carretas de Diagnóstico Precoce do Câncer, é uma parceria internacional com a empresa holandesa Lamboo Móbile Medical para a construção de unidades móveis que realizem exames preventivos, diagnósticos clínicos, radiológicos, consultórios médicos, odontológicos e unidades de coleta.

Com a construção do Centro de Pesquisa em Oncologia Molecular (CPOM), a prevenção também deu início às atividades da oncogenética. Através de um minucioso estudo de genes de alguns tipos de câncer, a equipe do hospital esforça-se para descobrir e prevenir as possibilidades da doença em outros membros da família de uma paciente de câncer que está realizando tratamento na instituição.