Entrar


Entrar

Câncer de Vulva

O que é câncer de vulva?

O câncer de vulva é uma rara neoplasia maligna nas mulheres, que acomete principalmente os pequenos e grandes lábios. Este tipo de câncer apresenta dois picos de incidência, acometendo principalmente as mulheres na 5a e 8a décadas de vida.

Quais são os fatores de risco?

Os fatores de risco para esta neoplasia dependem da idade do surgimento do câncer. Mulheres acometidas durante a 5a década de vida apresentam uma forte associação com a infecção pelo vírus HPV, um vírus sexualmente transmissível. Já as mulheres acometidas ao redor da 8a década de vida tem com fator etiológico principal a atrofia vulvar que ocorre devido ao hipoestrogenismo (excesso de hormônio estrogênio circulante na corrente sanguínea).

Como realizar o diagnóstico precoce?

Apesar de não haver trabalhos confirmando, podemos concluir que a vacinação para o vírus do HPV poderá prevenir o surgimento dos casos de câncer ao redor da 5a década de vida. Para os casos não vacinados ou não relacionados ao vírus do HPV é importante que a mulher conheça quais são os sinais e sintomas iniciais desta neoplasia. Inicialmente, este tipo de câncer se apresenta como uma pequena ferida ou ulceração, que apresenta prurido ou ardência, e que não cicatriza em um período de uma ou duas semanas. Em mulheres idosas é comum este câncer se apresentar como uma tumoração sangrante e dolorosa associada a ínguas inguinais (na virilha) aumentadas de tamanho. Este já é um estágio mais avançado da doença e ocorre principalmente por medo e vergonha que algumas pacientes apresentam em procurar um ginecologista logo que surgem os sintomas iniciais.

Como é o tratamento?

O tratamento inicial é preferencialmente cirúrgico, com a ressecção de toda neoplasia com margens cirúrgicas de segurança, de aproximadamente 2,0cm. Além disso, deverá ser realizada uma adequada avaliação das ínguas da região da virilha, para tratamento e avaliação da necessidade de tratamento adjuvante com radioterapia. Em casos mais avançados, o tratamento pode ser uma combinação de radioterapia com quimioterapia seguidos ou não de tratamento cirúrgico.