Câncer de Pele Não Melanoma

O que é câncer de pele não melanoma?

O câncer de pele não melanoma compreende os tumores mais comuns que ocorrem principalmente em pessoas de pele clara após exposição solar por longo tempo. Geralmente apresentam apenas crescimento local, porém não cicatrizam ou se curam sem tratamento, e tendem a aumentar com o tempo podendo causar deformação, dor e sangramento.

Quais são os fatores de risco?

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento dos tumores cutâneos são a pele clara e a exposição solar crônica, algo muito comum em nosso país, e em regiões muito ensolaradas.


Quais são os sinais e sintomas?

Os sinais e sintomas estão relacionados ao surgimento de lesão de pele em áreas de exposição solar - antebraços, colo, face, e nas mulheres, as pernas. As lesões em geral se iniciam como um pequeno nódulo (caroço). Com o passar do tempo pode lesionar-se e aumentar de tamanho, podendo apresentar sangramento.

Como prevenir este tipo de câncer?

A prevenção deve começar cedo - sabe-se que o surgimento destes tumores está relacionado com a quantidade de sol tomada durante a vida e não simplesmente em uma situação ou outra. Portanto, principalmente para pessoas de pele clara que vivem em áreas muito ensolaradas, necessitam tomar precauções para diminuir a exposição solar de forma continuada durante toda a vida, desde a infância, com o uso de roupas adequadas, chapéus e filtros solares. A prevenção secundária, que é o diagnóstico precoce, é feita através da identificação de lesões suspeitas e o diagnóstico através de uma avaliação por um profissional de saúde qualificado.

Como é o tratamento?

O tratamento consiste na grande maioria dos casos em cirurgia para retirada da lesão com uma margem de segurança. Muitas vezes isso pode ser feito com anestesia local sem internação hospitalar. Outras formas de tratamento são utilizadas mais raramente e podem incluir radioterapia ou medicações.