Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

HA promove 'Capacitação de Médicos em Sinais e Sintomas do Câncer Infantojuvenil'

 

A cada ano que passa a Caminhada ‘Passos que Salvam’ – uma das principais campanhas de conscientização promovidas pelo Hospital de Amor (HA) – ganha espaço e conquista municípios que abraçam a causa em favor do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. Após o sucesso da 6ª edição, que aconteceu no dia 26 de novembro de 2017, e para que o projeto continue ajudando ainda mais pessoas a descobrir os sinais e sintomas da doença, o HA realizou, pelo quinto ano consecutivo, a ‘Capacitação de Médicos’.

O encontro aconteceu nos dias 23 e 24 de março, no Centro de Eventos Dr. Paulo Prata, em Barretos (SP). Das 650 cidades participantes da última caminhada, 170 médicos (que prestam atendimento a crianças e adolescentes na rede pública de saúde), vindos de várias regiões do Brasil, participaram do evento.

As palestras, ministradas por colaboradores da unidade Infantojuvenil do Hospital de Amor, tiveram como objetivo orientar e capacitar esses profissionais para que possam colaborar no diagnóstico precoce do câncer e enviar esses pacientes com mais rapidez para tratamento na instituição. Graças ao treinamento, os participantes poderão se tornar referência na cidade onde atuam, criando um acesso direto com os médicos do Hospital, facilitando o envio de exames e discussão de casos.

De acordo com o diretor-médico da unidade infantojuvenil, Dr. Luiz Fernando Lopes, metade das crianças que chega a Barretos para o tratamento da doença, já se encontra em estágio muito avançado, sendo difícil oferecer taxas elevadas de cura. “Nós temos que mostrar para o pediatra como detectar o câncer precocemente, pois se os pacientes continuarem chegando à instituição tarde demais, não conseguiremos melhorar”, afirmou.

A programação contou com discussões sobre os seguintes temas: Epidemiologia do câncer infantil; Aplicação dos estudos moleculares e genéticos no diagnóstico precoce; Os sinais de alerta no hemograma do diagnóstico precoce; Estudos de peregrinação das famílias e pacientes até a chegada a Barretos; Indicação de exames de imagem do diagnóstico precoce; Aspectos importantes da cirurgia pediátrica; Abordagem teórica e apresentação de casos: Leucemias, Tumores Abdominais, Retinoblastoma, Tumores cerebrais, Tumores Ósseos e Linfomas.

Segundo o médico, é possível perceber resultados positivos em decorrência dos eventos anteriores. “Já estamos medindo isso. Temos dados estatísticos das crianças que foram encaminhadas para cá antes do treinamento e depois dele. E estamos reduzindo, significativamente, o número de pacientes que chegaram com tumor avançado e agora chegam com a doença em estágios mais iniciais, permitindo que se curem, finalizou Lopes.

O intesivista pediátrico de Porto Velho (RO), Dr. Reginaldo Fernandes Lourenço, participou pela primeira vez do evento e pode perceber a importância do treinamento, principalmente para os atendimentos oferecidos aos pacientes da região onde atua. “O atendimento do câncer infantojuvenil necessita basicamente do diagnóstico precoce. Portanto, buscar conhecimentos e informações que visam diminuir a taxa de mortalidade e aumentar a qualidade de vida dessas crianças é muito importante, especialmente para mim, que venho de uma região distante, sem serviço de oncopediatria eficaz. Poder levar esse aprendizado e difundi-lo, junto do apoio profissional do Hospital de Amor, é fundamental e vai fazer toda a diferença nos atendimentos de nossas crianças”, declarou.

Já a pediatra do município de Redenção, no Pará, Dra. Daniele de Almeida Silva, esteve pela segunda vez na capacitação de médicos. Ela afirma que, apesar do treinamento oferecer sempre o mesmo tema, as orientações recebidas são repletas de novidades a cada ano. “Esse treinamento serve de alerta quanto aos sinais e sintomas do câncer infantojuvenil, e é esse olhar que faz toda a diferença para agilizar o diagnóstico da doença. A gente sai querendo estudar e pesquisar e aí, outros sinais que passaram despercebidos, ficam mais evidentes agora”, finalizou.

Enfermeiros
De acordo com a coordenadora da campanha ‘Passos que Salvam’, Naima Khatib, os municípios que realizaram a caminhada também poderão enviar seus enfermeiros para participar da “Capacitação de Enfermeiros em Sinais e Sintomas do Câncer Infantojuvenil”. O treinamento destes profissionais acontecerá no mês de maio. Mais informações, ligue: (17) 3321-6600, ramal 7169.