Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Recorde em solidariedade: Cofrinhos arrecadam mais de 2 milhões em 2017

 

“Aceitamos amor em qualquer moeda” é a frase ilustrada nos cofrinhos do Hospital de Amor (HA), distribuídos por todo o Brasil como forma de captação de recursos em prol da instituição. Em 2017, a campanha bateu recorde em arrecadação: foram R$ 2.371.366,48, superando a quantia do ano anterior em 20,77%. O valor em 2016 havia sido de R$ 1.963.451,08.

A instituição possui 52.300 mil espalhados pelo país. De acordo com o responsável pelos cofrinhos do Hospital de Amor, Reinaldo Sebastião de Souza, são mais de 540 padrinhos e madrinhas, com destaques para os Estados de Goiás, Minas Gerais, Rondônia e São Paulo.

Segundo o coordenador, o aumento no número de voluntários e o empenho deles contribuiu com o recorde de arrecadação dos cofrinhos no ano passado. “Estamos muito felizes com o resultado, pois conseguimos conquistar nossa expectativa, que era alcançar os 2 milhões”, afirmou.

Como se tornar um padrinho de cofrinhos?
Quem desejar ser um padrinho de cofrinho deve entrar em contato com o Departamento de Captação de Recursos e Desenvolvimento do HA pelo telefone (17) 3321-6600, no ramal 6772.
“Os padrinhos recebem um número maior de cofrinhos e abrangem uma área maior da cidade e da região onde vivem. Eles são os responsáveis por fazer essa intermediação. Todos eles são identificados com um crachá”, explicou.

Código de Barras
Para que o departamento tenha um controle de todos os cofrinhos que saem da instituição e para uma maior segurança, os objetos possuem um código de barras que pode ser rastreado.
Além disso, todos os cofrinhos são descartados, ou seja, quando voltam à instituição, são abertos, o dinheiro é retirado e os objetos inutilizados. Em relação ao tempo que as pessoas podem ficar com os cofrinhos, o responsável conta que é ilimitado. “Como os cofres são descartáveis, é melhor que as pessoas os entreguem depois que estiverem cheios”.