Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Hospital de Amor Amazônia: nova unidade da instituição é inaugurada em Porto Velho

 

 

Com a presença do presidente Michel Temer, o Hospital de Amor (novo nome do Hospital de Câncer de Barretos) inaugurou hoje a unidade Amazônia, em Porto Velho (RO). O ‘Hospital de Amor Amazônia’ terá capacidade para atender 9 mil pacientes da Região Norte por mês, que deixarão de percorrer três mil quilômetros em busca de atendimentos em Barretos para realiza-los em Porto Velho (RO). “O maior propósito dessa unidade é reduzir essa distância, trazendo para Rondônia o mesmo atendimento de qualidade e dignidade oferecido pela nossa instituição em São Paulo”, afirmou o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata.

A escolha de Rondônia para construção desta nova unidade foi feita após um levantamento identificar que 95% dos pacientes oncológicos rondonienses tinham como referência o tratamento em Barretos. Além disso, empresários e voluntários do estado sempre foram doadores assíduos da instituição. “O estado de Rondônia sempre se destacou por nos ajudar com doações em leilões. A construção dessa unidade foi uma forma que encontramos de agradecer esse carinho e dedicação de tantos voluntários”, comentou Prata.

O terreno tem cerca de 100 mil m². Na primeira etapa do projeto, serão 20 mil m² de área construída e 2 mil m² reservados especificamente para indígenas. “Nesse espaço, eles poderão continuar com seus hábitos, cultura e alimentação”, declarou Henrique Prata. Nesta primeira fase, o Hospital terá 200 funcionários, sendo 30 médicos. O valor de investimento é de R$ 50 milhões em obras e R$ 10 milhões em equipamentos.

A nova unidade possui quimioterapia, radioterapia, laboratório de pesquisa, banco de tumores, ala de emergência, radiologia com duas salas de raios-X, três aparelhos de ultrassom, ressonância magnética, mamógrafo e aparelho para tomografia. Além disso, o Hospital de Amor Amazônia conta com laboratório de análises clínicas com seis salas de coleta e duas salas de exames, ambulatório com 13 consultórios, centro cirúrgico com cinco salas, área de internação geral com 120 leitos, pediatria com 16 leitos, área indígena com 20 leitos e unidade de terapia intensiva (UTI) com 20 leitos.

Atendimento a toda Região Norte
Atualmente, a instituição possui 8.500 pacientes cadastrados, vindos principalmente de Rondônia, Amazonas, Acre, Minas Gerais, Amapá, Mato Grosso e povos Indígenas.

A unidade da Amazônia conta com equipamentos de alta complexidade em oncologia. “A máquina de tomografia, por exemplo, tem os recursos mais modernos do mercado. Possui 128 canais, o que dará muito mais precisão e poder de diagnóstico e tratamento para os médicos, diferente das encontradas em outros hospitais públicos com apenas 64”, conta Jean Negreiros, diretor administrativo da nova unidade.

A logística e o acesso dos pacientes e acompanhantes foi outra preocupação da instituição. Foi fechada uma parceria com a prefeitura e a Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) para criação de uma linha de transporte público coletivo que passa pelo hospital a cada uma hora.

Sobre o Hospital de Amor
Excelência em oncologia, o Hospital de Amor (novo nome do Hospital de Câncer de Barretos) registra 6.000 atendimentos/dia, 100% gratuitos. Acolhe pacientes de todo o Brasil, com profissionalismo e humanização. Com 55 anos de história, o Hospital possui diversas unidades de tratamento e prevenção.

Nas cidades de Barretos (SP), Jales (SP) e Porto Velho encontram-se os hospitais que oferecem tratamento. Já os Institutos de Prevenção, que realizam exames de diagnóstico precoce, estão presentes nas seguintes cidades: Barretos (SP), Fernandópolis (SP), Porto Velho (RO), Ji-Paraná (RO), Campo Grande (MS), Nova Andradina (MS), Juazeiro (BA) e Lagarto (SE) e Campinas (recém-inaugurado). Há projetos em andamento em Macapá (AP) e novas parcerias estão sendo fechadas em Rio Branco (AC) e com o estado de Mato Grosso para a construção de Centros de Prevenção. Em Palmas (TO), o Hospital de Amor dará início à construção de um hospital para o tratamento da doença.