Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

HCB realiza 3º Simpósio Global de Câncer em parceria com a Duke University

 

 

Nos dias 25 e 26 de setembro, o Hospital de Câncer de Barretos, em parceria com o centro acadêmico norte-americano Duke University, promoveu o 3º Simpósio Global de Câncer (Global Cancer Symposium).

O objetivo do evento foi debater as limitações e dificuldades relacionadas à prevenção do câncer, além de desenvolver novas estratégias para combater e controlar a doença em locais mais necessitados, como em países com recursos limitados. De acordo com o diretor executivo do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do HCB, Dr. José Humberto Fregnani, Moçambique é um dos casos utilizados como referência nas discussões, por se tratar de um país com quase 25 milhões de habitantes e apenas um oncologista clínico para atender as crianças, sem máquinas de radioterapia, com deficiência de medicamentos, quimioterapias e escassez de morfina para controlar as dores. “É um desafio muito grande tentarmos tratar e controlar o câncer em países que sequer possuem uma máquina de radioterapia. Assim como Moçambique, há muitas outras localidades que enfrentam essas dificuldades, e essa é a nossa grande afronta”, afirmou.

Para discutir esses temas, especialistas em prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer estiveram reunidos durante os dois dias de simpósio. O evento, de abrangência internacional, aconteceu no IRCAD América Latina e contou com a participação de diversas instituições renomadas como MD Anderson Cancer Center, Duke University, UICC (União Internacional para o Controle do Câncer), American Cancer Society, Rice University, Suzan Komen, Unasul (União de Nações Sul-Americanas), junto de expoentes do HCB e de instituições brasileiras como a FOSP (Fundação Oncocentro do Estado de São Paulo), o ICESP (Instituto do Câncer de São Paulo) e o Ministério da Saúde de Moçambique. Representando esses centros, grandes nomes do cenário da oncologia mundial, como Nelson Chao (Duke University), Ted Trimble (National Cancer Institute – EUA), Bob Chapman (American Cancer Society), Kathleen Schmeler (MD Anderson), Luisa Lina Vila (ICESP), Karina Braga Ribeiro (FOSP), Cesaltina Lorenzoni (Ministério da Saúde de Moçambique) e Walter Zoss (Unasul).

A última edição do encontro ocorreu em Shangai, na China e, neste ano, foi a primeira vez que um país latino-americano sediou o evento. Para o coordenador do departamento de Hematologia e diretor do programa global de câncer da Duke University, Nelson Chao, a oportunidade de trocar experiências e compreender a forma como é desenvolvido o trabalho de prevenção e pesquisa no Hospital de Câncer de Barretos, é fundamental para qualquer instituição. “O Hospital de Barretos conseguiu criar um sistema de prevenção, pesquisa e tratamento muito completo não só para a cidade, mas para o país inteiro. Dessa forma, tornou-se um exemplo a ser copiado por outros centros do mundo, principalmente pelos países mais pobres”, declarou.

A integrante do Conselho Diretivo da União Internacional do Controle de Câncer (UICC), Maira Caleffi, destacou a importância da parceria com o HCB para levar adiante a questão da ‘cancer resolution’, ou seja, a nova resolução do câncer. “O Hospital de Câncer de Barretos é um exemplo de como transformar pesquisa e, principalmente, protocolos, em ações, projetos em desfechos, e, por isso, a UICC pretende estar envolvida com a instituição. Acredito que como passamos por um período bastante difícil e trabalhoso para trazer a ‘cancer resolution’ para a Assembleia Geral da Organizações das Nações Unidas (ONU), está na hora de levarmos isso para os países e hospitais mais necessitados, com o lema: tratamento para todos”, disse.

Segundo Maira, a firmação da parceria entre HCB e UICC será um grande passo para que países subdesenvolvidos possam oferecer tratamento a todas as pessoas, seguindo a filosofia e a qualidade da instituição de Barretos. “A partir de agora, precisamos da soma de esforços! Podemos utilizar o exemplo do que já acontece no Hospital de Amor, no Brasil, para ser seguido e aplicado em qualquer outro país”, declarou.

Sobre a Duke University
Considerada uma das universidades mais prestigiadas no mundo, a Duke University está localizada em Durham, no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos da América. É uma universidade privada, classificada pelo US. News como uma das 7 melhores universidades dos EUA. Entre os ex-alunos da Duke, destacam-se o ex-presidente americano Richard Nixon e Melinda Gates.