Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Henrique Prata anuncia conquista de verbas para reforma do aeroporto de Barretos

 

O presidente do Hospital de Câncer de Barretos e gestor da Santa Casa de Misericórdia, Henrique Prata, anunciou nesta quinta-feira (17/08), em coletiva de imprensa realizada no Ircad – América Latina, que, após uma audiência com o ministro dos Transportes, Maurício Quintella, ficou decidida a realização de melhorias no Aeroporto Municipal Chafei Amsei, em Barretos (SP), para que ele possa receber voos regulares.

A previsão é de que dentro de, aproximadamente, 90 dias toda a burocracia seja resolvida e as obras iniciadas em caráter de urgência, para que o local tenha condições de operar linhas aéreas regionais oferecidas por empresas como Passaredo e Azul.

De acordo com Prata, o aeroporto de Barretos encontra-se em condições precárias, com aviões tendo os pneus cortados constantemente devido às condições da pista, além da necessidade de reformas no terminal de embarque de passageiros. “O aeroporto está totalmente deteriorado e isso prejudica o comércio, prejudica o turismo, prejudica tudo”, declarou.

O presidente afirmou ainda que já possui um convênio com a Passaredo, que poderá fazer a rota ‘Barretos – Guarulhos’ diariamente, com saída no período da manhã e retorno no período da tarde. “O presidente Temer está fazendo uma diferença imensa para Barretos. Toda a população deve se sentir orgulhosa com esse carinho, pois isso muda a história, principalmente dos pacientes do Hospital, mas também tem um significado muito grande para o comércio e a indústria. É um motivo para se comemorar!”.

Uma das razões para a retomada de voos foi justamente o Hospital de Câncer de Barretos, que realiza mais de 6.000 atendimentos por dia, a pacientes vindos de todas as regiões do Brasil.

Aeroporto Chafei Amsei
A cidade de Barretos está sem voos comerciais desde 2005, quando o aeroporto local recebeu rotas diárias durante a reforma do aeródromo de São José do Rio Preto. Desde então, ele tem sido usado apenas por aeronaves particulares.

O local conta com uma pista de 1.800 m de comprimento por 30 m de largura, e um terminal de 450 m². A extensão da pista é vista como suficiente para o uso de aviões que fazem rotas regionais, mas precisa de recapeamento. Já o terminal, passará por ampliações.