Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

'Atlas do Tabaco' é lançado pelo HCB em parceria com instituições internacionais

 

O Hospital de Câncer de Barretos, em parceria com a American Cancer Society - ACS (Sociedade Americana de Câncer – a maior líder de luta contra a doença) e com a World Lung Foundation (Fundação Mundial do Pulmão) lançou, nesta quarta-feira (16/08), o primeiro Atlas do Tabaco em língua portuguesa.

Disponível gratuitamente para download no site www.atlasdotabaco.com.br, o Atlas foi criado com o objetivo de conscientizar a população, sobretudo o mais jovens, a respeito dos perigos do consumo de tabaco, as doenças associadas e as armadilhas da indústria do cigarro.

De acordo com informações divulgadas no livro, o tabaco matou 100 milhões de pessoas no século XX, número muito superior ao número de mortes provocado duas guerras mundiais juntas. Se os padrões atuais continuarem, ocorrerão 1 bilhão de mortes no século XXI, já que só a fumaça do cigarro é responsável por liberar mais de 7.000 produtos químicos, dos quais, centenas são tóxicos e afetam negativamente quase todos os órgãos do corpo humano.

Para o médico diretor-executivo do Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP) do Hospital de Câncer de Barretos, José Humberto Tavares Guerreiro Fregnani, a expectativa é de que a publicação do Atlas do Tabaco seja divulgada amplamente no Brasil e utilizada como material de apoio nas escolas, levando informações às crianças e aos adolescentes. “Se quisermos um dia ter o mundo livre do tabaco, não bastará implantar políticas governamentais severas. É preciso também conscientizar o maior número de pessoas sobre o assunto. A expressão ‘educar e prevenir’ nunca foi tão exata em sua essência, descrevendo com sabedoria o caminho que devemos seguir para controlar, combater e erradicar o tabagismo no mundo”, afirmou.

Dividido em quatro tópicos: - ‘Danos causados pelo tabaco’, - ‘Produtos e usos’, - ‘Indústria’ e – ‘Soluções’, o Atlas traz 86 páginas bem ilustradas que mostram claramente os malefícios do cigarro, as estratégias da indústria para superar as barreiras impostas pela legislação e os caminhos para o mundo livre do tabagismo.

De acordo com o diretor de Alianças Globais da American Cancer Society, Bob Chapman, o material será essencial não só para o Brasil, mas também para os demais países lusófonos. “Esta versão vai beneficiar todos os países que falam português ao redor do mundo. Agradecemos o Hospital de Barretos por, mais uma vez, abraçar nossa parceria e por sua liderança global”.

Concurso de Redação
Junto ao lançamento do Atlas do Tabaco, o evento contou também com a divulgação dos finalistas do 5º Concurso de Redação do Hospital de Câncer de Barretos, apoiado pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Com o tema: “Tabagismo: qual é a verdade sobre o câncer por trás da fumaça?”, o concurso foi dividido em etapas locais, regionais e estaduais, disputado por alunos do 9º ano do Ensino Fundamental de escolas de todas as regiões do Estado.

Segundo o coordenador do Núcleo de Educação em Câncer (NEC) do HCB, Gerson Vieira, a ação tem a finalidade de informar e disseminar a prevenção de uma série de doenças, incluindo os tumores, pois o cenário mundial do câncer mostra números alarmantes. “Na última década, houve um aumento de 20% na incidência da doença, e quando pensamos nas projeções para o futuro, os números continuam crescendo exponencialmente. Só no Brasil, foram mais de 600 mil novos casos no ano passado. Até 2030, temos uma prospecção de 27 milhões de novos casos em todo mundo. Por isso, é muito importante sensibilizar as escolas e os demais grupos sociais sobre o assunto, pois é uma temática de interesse de todos”, explicou.

Neste 5º Concurso de Redação, foram avaliadas: criatividade, relevância, organização do texto, ortografia e gramática da língua portuguesa de 11.041 redações, vindas de 195 escolas de 43 diretorias regionais de ensino do estado. Os autores dos cinco melhores textos foram premiados com três dias de estágio no Centro de Pesquisa em Oncologia Molecular (CPOM) do Hospital, onde desenvolverão várias atividades científicas e laboratoriais, além de serem estimulados a respeito da conscientização sobre o câncer e medidas de prevenção. As atividades com os alunos começam no dia 30 deste mês.

O estudante de Guarulhos (SP), Pedro Ribeiro Domingues, ficou surpreso e muito contente com sua colocação no concurso. “A ficha não caiu ainda. A gente até espera ficar entre os 5, mas ter conseguido o 1º lugar foi muito gratificante. Eu tenho certeza de que esse estágio será uma boa oportunidade para adquirir ainda mais conhecimento”, relatou.

Confira o nome de todos os finalistas:
• 1º lugar – Pedro Ribeiro Domingues (Guarulhos – SP) – E. E. Profª Alice Schuery;
• 2º lugar – Ester dos Santos Amâncio (Barretos – SP) – E. M. São Francisco;
• 3º lugar – Mariana Presotto Pegorim Amarante Fernandes (Borborema – SP) – E. E. Manoel Silveira Bueno;
• 4º lugar – Lucas Eduardo Martins (São Carlos – SP) – E. E. Profª Alice Madeira João Francisco;
• 5º lugar – Fernanda Uekari Yabunaka (Pirapozinho – SP) – E. E. Lúcia Silvia de Assunção.

Para baixar o Atlas do Tabaco, clique aqui.