Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Hospital São Judas Tadeu realiza "Oficina de Sensibilização ao Idoso"

 

Na tentativa de criar um espaço de reflexão para que os profissionais de saúde entendam como é a vida (e as dificuldades) de uma pessoa idosa, o Hospital São Judas Tadeu - a unidade de cuidados paliativos e de atenção ao idoso do Hospital de Câncer de Barretos – realizou a “Oficina de Sensibilização ao Idoso”.

As apresentações foram divididas em cinco áreas, que visavam simular diversos problemas vivenciados pelos idosos que, muitas vezes, utilizam bengalas, muletas e andadores e necessitam subir degraus, ônibus, etc. Para que os profissionais vivenciassem tais situações e aprendessem a lidar com elas, as ações foram separadas da seguinte maneira:

• 1ª área – dificuldade de locomoção e equilíbrio;
• 2ª área – dificuldade de audição e visão;
• 3ª área – perda de independência;
• 4ª área – diminuição de olfato e paladar;
• 5ª área – mudanças de atitudes.

“É essencial estarmos atentos aos idosos. Atitudes simples como perguntar se o idoso ouviu o que você disse, ajudá-lo a ler uma bula de remédio, olhar nos olhos e acolhê-lo em algum momento de angústia sofrida por conta da idade, são essenciais para melhorar a qualidade de vida dessa população mais velha, que tem crescido muito nos últimos anos”, afirmou a fisioterapeuta da unidade, Adriana Ferreira.

Para que os colaboradores tivessem a chance de imergir nas atividades, algodões foram colocados em seus ouvidos e os óculos embaçados. Os pés passaram a caminhar com pesos e luvas de borracha os fizeram perder a coordenação, principalmente para escrever/assinar.

“Só aprendemos o que realmente é a humanização quando entendemos os problemas e nos colocamos no lugar do outro, vivenciando essa experiência. O Hospital São Judas Tadeu, por ter conquistado o Selo “Amigo do Idoso”, tem como obrigação sensibilizar os seus colaboradores sobre as limitações e as dificuldades dos idosos e com isso, ensiná-los a tratar com mais carinho, amor e atenção essas pessoas especiais”, declarou Adriana.