Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 3399

Van de prevenção do câncer bucal auxilia no diagnóstico precoce da doença

 

Um dos tipos mais de comuns de tumor da região da cabeça e pescoço é o de boca. Apesar de pouco divulgado, ainda é um problema grave. Preocupado com as estatísticas e pensando na prevenção, o Hospital de Câncer de Barretos desenvolveu uma unidade móvel para o diagnóstico do câncer bucal e para realizar exames preventivos.

Van do câncer bucal
Com capacidade para fazer 40 atendimentos todos os dias, o veículo está equipado com uma cadeira e aparelhos odontológicos, que serão usados para atender as cidades do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Barretos. O projeto também capacita enfermeiros e agentes comunitários em parceria com o Núcleo de Educação em Câncer. O objetivo é fazer com que esses profissionais estejam aptos a identificar a doença e os pacientes com fatores de risco: homens e mulheres acima de 40 anos, alcoólatras ou tabagistas (ou que tenham abandonado o vício em 10 anos).

De acordo com o cirurgião dentista responsável pela unidade móvel, Carlos Deyver de Souza Queiroz, uma das principais dificuldades é a de adesão das pessoas que correm risco de ter a doença. No entanto, ainda segundo ele, o projeto vai diminuir esse problema. “Mais de 50% dos pacientes com câncer bucal ingerem muito álcool e fumam bastante. Como se trata de um hábito, a pessoa não quer aderir ao tratamento. Com a van, vamos conseguir abranger um público maior e fazer o diagnóstico precoce.”

Câncer de Boca
Estudos apontam que a causa do câncer bucal está relacionada há uma série de fatores além do tabagismo e do alcoolismo. Há ainda a infecção pelo HPV, a genética e também a ausência de uma boa higiene bucal. No entanto, a atenção com o fumo é redobrada, pois 42% dos casos estão relacionados ao vício.

“Cada cigarro tem 4.700 substâncias nocivas. Com a combustão, elas se tornam altamente cancerígenas. Se o paciente fumar e beber, a soma dos fatores eleva em 30 vezes a possibilidade do desenvolvimento da doença”, alerta o dentista.

Possíveis sinais do câncer bucal
- Ferida na boca que não cicatriza;
- Dor na boca que não desaparece;
- Caroço ou inchaço na bochecha;
- Mancha branca ou vermelha nas gengivas, língua, amídalas ou mucosa da boca;
- Inchaço da mandíbula causando desconforto na dentadura;
- Enfraquecimento dos dentes ou dor ao redor dos dentes ou mandíbula;
- Perda de peso;
- Mau hálito constante.