Entrar


Entrar

Você esta aqui: Institucional

Faça sua Doação, Salve Vidas

 

Instagram

Galeria de Vídeos

OncoEventos

Quer participar da caminhada 'Passos que Salvam'? Saiba o que deve fazer



“Toda grande caminhada, começa com um simples passo”. A frase foi dita por Buda há muitos anos, mas mostra a importância de como pequenos atos podem ajudar as pessoas. Isso também remete à caminhada “Passos que Salvam”, coordenada pelo Hospital de Câncer de Barretos, que acontece simultaneamente em centenas de cidades do Brasil. O projeto tem o objetivo de esclarecer, conscientizar e despertar a atenção das pessoas para os primeiros sinais e sintomas do câncer infantojuvenil.

Muitas crianças e adolescentes chegam à instituição com a doença em estágio avançado. Isso pode acontecer devido à desinformação dos pais, o medo do diagnóstico e a desinformação dos médicos. Muitas vezes, o câncer infantojuvenil pode ser confundido com sintomas de enfermidades comuns na infância e adolescência, como dores de crescimento.

O sucesso do tratamento depende da habilidade em detectar a doença. O índice de cura alcançado atualmente no Brasil é de somente 55%, pouco se comparado aos níveis dos Estados Unidos, que chegam a 95%.

Como participar?
A cidade que tiver interesse em participar da caminhada “Passos que Salvam” deve entrar em contato com a Captação de Recursos e Desenvolvimento do Hospital, prédio onde está a coordenação do evento. Os responsáveis pela caminhada passarão todas as informações e darão o suporte necessário para realizar a ação em sua cidade.

Após o contato com a instituição, será preciso marcar uma reunião para definir os membros do comitê organizador. Este grupo é o responsável pela realização da campanha na cidade. Ele deve ser formado por um presidente, um tesoureiro e um secretário, pois além de contatos e distribuição de tarefas, tem que ter o controle dos kits, que são deixados pelo hospital em consignação com este comitê.

É importante ressaltar que todos os municípios devem realizar a caminhada no mesmo dia e horário. A data escolhida é um domingo, o mais próximo do dia 23 de novembro, que é o “Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil”.

Depois de definido o percurso por onde as pessoas caminharão, o comitê deverá envolver alguns setores da sociedade como o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Secretaria de Saúde, escolas e professores, universidades, empresas, academias, clubes de serviço como Rotary, Lions, Maçonarias, etc. A sugestão é que consiga reunir todos em um dia e horário e o comitê possa explicar, com uma palestra, o que é a caminhada “Passos que Salvam”.

Essa comissão também vai ser responsável por definir e responder algumas dúvidas frequentes, em conjunto com o Hospital de Câncer de Barretos. Dúvidas como: quem irá distribuir os cartazes pela cidade?, Onde serão vendidos os kits?, Quem ficará responsável pela distribuição deles? Entre outros questionamentos que surgirão.

As pessoas devem entender a importância do projeto e quanto isso será benéfico às crianças com câncer. Palestras também devem ser feitas pelas cidades que queiram participar da “Passos que Salvam”. E os meios de comunicação do município têm que ser envolvidos para que divulguem o projeto e a conscientização do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.

A cidade ainda deve conseguir patrocínio com as empresas locais, pois elas podem ajudar com serviços e bens, como água, alimentos e voluntários. Antes da caminhada, devem ser distribuídas bexigas e organizar exercícios de alongamento, com uma academia local, que aceite ajudar no projeto. Depois, deverão distribuir alimentos e água, promover sorteios e até mimos para os participantes.

Para que a caminhada seja um sucesso é necessário o apoio e envolvimento de toda a comunidade.