A2180-270 HP0-J24 220-301 642-357 HP2-T28 1Z0-259 920-255 A2090-610 1Z0-023 922-111 HIO-301 70-450 HP0-J45 M2040-725 250-502 000-M221 HP0-J18 000-634 050-690 000-575 250-300 000-646 3X0-202 000-883 000-563 1Y0-118 000-190 EC0-350 C2080-470 920-124 HP0-402 9L0-505 650-294 MB6-507 MSC-122 9A0-055 EX0-112 1Z1-543 HP2-E49 LOT-442 070-460 1Z0-610 C2090-611 CBAP HP0-J16 ITIL-F 0B0-108 117-201 C2040-929 000-881 HP0-093 922-109 MB6-817 E20-005 70-416 1Z1-109 A2150-006 EX0-118 MB3-210 070-671 A2180-178 642-143 70-545-Csharp 000-274 650-178 COG-132 EE0-511 BAS-012 C2020-001 70-305 A2090-730 642-617 1Z0-862 C2150-563 CX-310-345 070-178 1Z1-535 C2150-139 920-106 ST0-192 000-513 UM0-411 77-888 700-302 HP0-A08 070-663 310-025 A2180-184 1Z1-878 HP0-J34 Tratamento do Câncer de Útero - Hospital de Câncer de Barretos
Entrar


Tratamento do Câncer de Útero

Tratamento do câncer de útero

O tratamento do câncer de útero depende do estágio no qual se encontra a doença no momento do diagnóstico. Nos casos iniciais, deve ser realizada a retirada de todo o útero: incluindo o colo, o corpo, as trompas e os dois ovários. Devido alguns fatores de risco relacionados ao câncer de útero que podem aumentar a chance da doença voltar no futuro, deve ser feita a retirada das ínguas do ventre (linfonodos da pelve) e das ínguas do abdômen (linfonodos para-aórticos), bem como biópsias outras e retirada do omento maior: um avental de gordura que se prende ao cólon transverso (parte do intestino grosso). Essa cirurgia pode ser feita pela via convencional, laparotômica, onde se faz um corte na parte inferior do abdômen, com extensão até dois dedos acima do umbigo.
 
Em alguns casos, é possível realizar a cirurgia pela via laparoscópica, onde se utiliza pinças compridas através de 4 ou 5 pequenos cortes na barriga. Neste caso, os órgãos dentro do abdômen são filmados por uma microcâmera de vídeo de alta definição, com transmissão para um monitor. Em ambos os casos, a cirurgia realizada por dentro é igual, diferenciando-se apenas no tamanho da cicatriz. A mulher com diagnóstico de câncer de útero deve conversar com seu médico sobre a indicação de cirurgia para seu caso, inclusive da possibilidade de cirurgia menos invasiva, como a videolaparoscópica.
 
Quais são os estágios do câncer de útero?

O câncer de útero é classificado em estágios na dependência da situação do tumor no momento do diagnóstico.
 
Estágio I - Quando o câncer de útero está restrito ao útero
 
Estágio II  - Quando o tumor compromete o colo do útero.
 
Estágio III -  Se houver acometimento de trompas e ovários, ou ínguas (linfonodos).
 
Estágio IV - Se o tumor estiver atingindo o reto, a bexiga ou outros órgãos, é estágio IV.
 
 
Quais as medidas adequadas para ter uma vida saudável após e durante o tratamento de câncer de útero?
 
Manter bons hábitos de vida é importante para facilitar o tratamento de qualquer tipo de câncer. No caso do câncer de útero, é fundamental manter uma dieta balanceada (incluindo legumes, frutas, carnes magras e evitando-se gorduras e doces). Se houver sangramento tipo menstrual de volume maior, a mulher deve evitar realizar esforços físicos intensos, incluindo levantar pesos e manter relações sexuais.
Após o tratamento, manter o peso adequado, incluindo exercícios físicos regulares, cuidar da diabete e da pressão alta. A dieta balanceada, com pouca fritura, gordura e açúcar ajuda muito a controlar o peso.

Saiba mais:

O que é Câncer de Útero?
 
Prevenção e Fatores de Risco do Câncer de Útero
 
Detecção do Câncer de Útero
 
Tratamento do Câncer de Útero
 
Câncer de Útero : Sexualidade e Gravidez