Entrar


Tratamento de Câncer de Tireóide

Como se trata o câncer de tireóide?

Basicamente o tratamento é cirúrgico e consiste em realizar a tireoidectomia total. A cirurgia retira a glândula tireóide e resseca gânglios linfáticos adjacentes, acometidos pelo tumor, o que se chama de esvaziamento cervical. No pós-operatório faz-se a supressão hormonal, que consiste em repor o hormônio tireoidiano com uma dose um pouco superior à necessária, com o intuito de diminuir a produção, pela hipófise, do TSH, um hormônio que estimula o crescimento do câncer de tireóide. O objetivo é deixar os níveis de TSH em um valor inferior ao nível normal.

A radioterapia e a quimioterapia são usadas para o câncer de tireóide?
 
Raramente. O câncer de tireóide normalmente não responde bem a estes tratamentos, mas algumas vezes são indicados em tumores avançados de tireóide.
 
Como é o tratamento com iodo radioativo?
 
Quando o médico indica o tratamento com iodo radioativo, este só acontece após a cirurgia de tireoidectomia total. É necessário que o
paciente esteja em hipotireoidismo e portanto só ocorrerá cerca de 30 dias ápos o paciente estar sem reposição hormonal tireoidiana. Há também uma rigorosa dieta a ser seguida e é necessário evitar contato com qualquer substância que contenha iodo em sua composição.
 
Para o tratamento é necessário internação hospitalar de 3 dias em regime de isolamento porque após a ingestão da dose de iodo radioativo, são necessárias medidas para evitar a contaminação ambiental e de pessoas próximas, pois a radiação é eliminada pela pele, urina e fezes.
 
Felizmente, este tratamento apresenta poucos efeitos colaterais e em geral são bem tolerados. Sensações como alteração do paladar e inflamação nas glândulas salivares podem ocorrer.
 
As chances de cura são boas?
 
Sim, cânceres de tireóide em estágios iniciais tem chance de cura maiores que 90%. Diversos estudos revelam que pacientes submetidos ao tratamento de câncer bem diferenciado de tireóide tem até 95% de chance de estar vivos após 20 anos. Os pacientes que não apresentam boa evolução normalmente recorrem precocemente. Pacientes com metástases cervicais não têm uma chance maior de morrer pela doença.

O câncer de tireóide normalmente volta? Ele pode ser fatal?

Até um terço dos cânceres bem diferenciados de tireóide recidivam e retornam principalmente em gânglios (linfonodos) cervicais. Podem passar até 20 anos para o câncer de tireóide reaparecer, por isso é necessário seu seguimento a longo prazo. Este seguimento envolve o exame físico cervical e exames laboratoriais como tireoglobulina (marcador tumoral), TSH, ultra-sonografia cervical, cintilografia de corpo inteiro, raio X e ressonância magnética.
 
O câncer de tireoide pode ser fatal e normalmente isto acontece quando os fatores da questão anterior ocorrerem. Calcula-se que nos EUA, cerca de 1490 pessoas morreram de câncer de tireóide em 2005.

Vou ter vida normal após o tratamento do câncer de tireóide?
 
Sim. As chances de cura são ótimas e só será necessário a reposição hormonal, sempre acompanhada pelo médico Endocrinologista ou Cirurgião de Cabeça e Pescoço. Esta reposição não traz limitações para as atividades cotidianas e apresenta poucos efeitos colaterais.

Saiba mais:

O que é Câncer de Tireóide?

Como posso previnir e detectar o Câncer de Tireóide?

Como é o tratamento de Câncer de Tireóide?

Orientações para cirurgia de tireóide

Orientações para o autoexame de tireóide