070-556 HP0-A03 000-594 A2090-543 HP0-M19 MB6-205 9L0-314 LOT-923 000-622 000-955 251-502 312-92 1D0-460 MB4-873 C2140-822 HP0-M12 70-569 C2140-637 920-440 HP0-069 C2090-463 500-005 M2180-667 000-797 650-196 SABE501V 1D0-450 000-978 1Z0-858 1Z0-264 000-M11 C_TSCM62_65 000-716 CAT-120 920-254 310-013 50-895 M2050-653 250-253 HP0-A01 000-372 EX0-113 70-542-Csharp 000-188 XK0-001 HP0-S29 000-586 000-M33 3M0-331 C4060-089J EX0-106 74-924 1Y0-400 156-915 C4090-451 050-654 ST0-116 000-281 650-756 70-640 HP3-X06 050-682 50-683 1Z1-272 HP0-J47 A2010-654 70-340 70-649 1Z0-206 070-293 77-604 C2150-057 1Z0-535 HP0-J67 070-162 920-321 JN0-340 000-M62 650-368 70-551-Csharp LOT-957 P2070-091 70-217 HP0-J30 920-552 A00-202 000-M36 GB0-500 Sintomas do Câncer Colorretal - Hospital de Câncer de Barretos
Entrar


Sintomas do Câncer Colorretal

Quais são os sintomas do câncer colorretal?

Qualquer pessoa com um dos sintomas abaixo deve procurar um médico – principalmente se houver sangramento pelo ânus – para realizar um exame clínico. Entre esses exames, pode ser necessária a realização do toque retal e do exame de colonoscopia. Os principais sintomas são:

Mudança do hábito intestinal, isto é, constipação ou diarréia sem associação com o alimento ingerido.
Anemia, fraqueza, cólica abdominal, emagrecimento.
Sangramento pelo reto.
Sensação de evacuação incompleta.

Quais são os sintomas de quem tem pólipo no intestino?

O pólipo não é caracterizado por sintomas evidentes e muitos pacientes não sabem que possuem pólipos no intestino grosso. Podem ocorrer cólicas abdominais e sangramento pelas fezes.
Quais exames podem diagnosticar o câncer colorretal ?

O diagnóstico precoce do câncer colorretal (assim como de outros cânceres) é muito importante, pois quando localizado na fase inicial, as chances de cura são muito maiores.

Toque Retal

É o exame clínico do reto feito em consultório, onde é possível tocar todas as paredes do reto baixo e médio. Nos homens, esse mesmo exame possibilita o exame da próstata também.

Pesquisa de sangue oculto nas fezes

São necessárias três amostras de fezes consecutivas e alguns tipos de alimentos devem ser evitados alguns dias antes do exame. Medicamentos como AAS e anti-inflamatórios não devem ser tomados 7 dias antes do exame, assim como frutas cítricas e carne vermelha não devem ser consumidas três dias antes do exame. Se o resultado para o sangue oculto for positivo, uma retossigmoidoscopia ou colonoscopia deverão ser realizadas.

Enema Opaco com Duplo Contraste

Para realizar este exame é necessário introduzir sulfato de bário (um líquido branco que serve como contraste) através do ânus, para que o exame radiológico possa mostrar as áreas anormais. Após a evacuação do bário, injeta-se ar no intestino e, logo após, faz-se o raio-x para poder visualizar a parte interior tanto do reto como do cólon. O exame permite a visualização de todo cólon e reto, mas não permite biópsias. Em caso de alguma área suspeita, é indicado um exame de colonoscopia.

Retossigmoidoscopia

Um tubo é introduzido pelo ânus e permite visualizar o reto e parte do cólon. Para esse exame pode-se utilizar tanto um tubo rígido de 25 cm de comprimento (retossigmoidoscopia rígida), como um aparelho flexível de fibra ótica com 70 cm de comprimento (retossigmoidoscopia flexível). Se for encontrada alguma lesão, como um pólipo este deverá ser retirado ou a lesão deverá ser biopsiada. A principal desvantagem deste exame é que o aparelho alcança apenas o reto e parte do cólon, no máximo 70 cm, portanto, não examina o cólon todo.

Colonoscopia

É um exame realizado por um aparelho de fibra ótica, longo (180 cm) e flexível que é introduzido através do ânus e permite a visualização completa do reto e do cólon. Essa visualização ocorre através de uma câmera inserida na extremidade do colonoscópio, cuja imagem é enviada para um monitor, permitindo assim, a análise simultânea do interior do cólon. O equipamento também permite a inserção de outros instrumentos especiais para a remoção de possíveis pólipos ou biópsias. O exame é feito sob sedação e analgesia. O exame permite que o médico examine detalhadamente o cólon. Os riscos do exame estão vinculados ao sangramento depois da retirada de pólipos, biópsias e perfuração intestinal.

Colonoscopia Virtual

A colonoscopia virtual produz imagens tridimensionais e bidimensionais seccionais do órgão, permitindo assim, a localização de pólipos ou cânceres. Embora seja útil para pessoas que não querem fazer exames invasivos (como a colonoscopia), a colonoscopia virtual requer preparo de cólon semelhante ao exame evitado e introdução de contraste via retal. Se encontrado algo suspeito em qualquer parte do órgão, será necessário utilizar a própria colonoscopia para analisar melhor essas áreas ou para realizar a retirada dos pólipos.

Saiba mais:

Entenda o Intestino Grosso
 
O que é o Câncer Colorretal?
 
Prevenção e Fatores de Risco para Câncer Colorretal
 
Doenças hereditárias ligadas ao Câncer Colorretal
 
Sintomas do Câncer Colorretal
 
Tratamento do Câncer Colorretal
 
Colostomia, Ileostomia e a Bolsa de Colostomia